Ao serviço dos agricultores, ano após ano

Avaliação Fosfórica

Uma obrigação

Efetuar uma avaliação fosfórica é obrigatório para todas as explorações agrícolas sujeitas a um PGN. Isto é regido pelo Regulamento das Explorações Agrícolas e deriva do artigo 35:

“Cada operador de um local de criação referido no subparágrado 1 e 3 do Segundo parágrafo da secção 22 deve ter um relatório fosfórico do local de criação elaborado antecipadamente e assinado por um agrólogo, estabelecendo o volume anual de produção fosfórica combinado com qualquer outro fertilizante usado, assim como o volume que possa ser propagado de acordo com o Programa I nos terrenos disponíveis. O relatório deve ser atualizado em caso de ser efetuada qualquer alteração na criação ou propagação do local que possa ter qualquer tipo de impacto nos dados tidos em consideração enquanto o relatório fosfórico estava a ser elaborado.

Ótima Reutilização para Ótima Rentabilidade

Tal como o PGN, a avaliação fosfórica visa estabelecer uma ligação entre as quantidades de fósforo produzidas, recebidas e as quantidades propagadas nos campos.

O seu objetivo é assegurar uma reutilização ideal do adubo produzido na exploração para minimizar o investimento em compras de elementos nutrientes, mas também controlar os impactos da fertilização na água e no solo de modo a reduzir riscos ambientais.

Conformidade & Personalizável

A Logiag respeita todos os requisitos regulamentares impostos pelo MDDELCC e pela Ordre des Agronomes du Québec e, portanto, oferece-lhe uma avaliação fosfórica completa e adaptada à realidade da sua exploração agrícola.

This template supports the sidebar's widgets. Add one or use Full Width layout.